2017-06-20

FOGOS. FOGOS. FOGOS

  
Fala-se muito, pouco se faz.
Quando e por exemplo, e quando surgir, esperamos que não ficam todos admirados.
Percam um pouco de tempo e vejam o que se passa na mata do Monsanto em Lisboa.
Vejam a estrada que liga Cruz das Oliveiras, cadeia prisional, quartel da F.A,. São Domingos de Benfica.
É mato, é árvores com galhos podres e secos sobre a estrada, á beira da estrada as ervas secas, e o que mais se queira ver por ai, depois admiram-se e lamentam

Todos temos culpa de forma directa e indirecta, uns com muito mais grau de culpa que outras, e dos quais as entidades quer, camararias quer governamentais, quer muitos dos proprietário, que devido ao seu desleixo, descuido e indiferença deixa que as coisa más se acumulem.
Depois de casa ardida .... É que se tenta fazer algo que já não tem remédio

A vida humana é insubstituivel , e lamenta-se as vidas perdidas

2017-06-13

Quadras populares – eleições 2017

O Costa da geringonça em S. Bento,
O Macelo das selfs em Belém
Para a Câmara de Lisboa
Qual será o filho da mãe.

Na Praça do Município
Um alarido infernal
Eleições vai haver
Quem é o eleito afinal

Eleição para a Camara de Lisboa
Campanha, discursos e tal
Qual deles o mais honesto
Nesta corrida eleitoral

É sempre uma rebaldaria
Promessas e muito mais
O cidadão é que se lixa
Eles só querem ganhar

O Fernando Medina já se apronta
A Teresa Coelho está-se a aprontar
A Assunção Cristas lança a escada
Palavreado, falsidades para ganhar

O Ricardo Robles do também concorre
O João Ferreira do PC não pode faltar
É um fartote de gentes e banalidades

Só o lisboeta não sabe em quem acreditar

2017-05-30

Nascimento da Beatriz


Transporta a semente num borbulhar de águas
Mãe dá vida entre angústia, risos e choro de dor
Momento de expectativa entre angústia e alegria
Surge o nascimento cheio de encantos e magia.
  
Dádiva espontânea de vida cheia de vitalidade
Um parto desejado num nascimento sofredor
Choram as carpideiras pelo seu futuro incerto
Destino que voa numa trajectória de andorinha

Luís e Isabel, felizes e radiantes vêem filha nascer
A família, âncora e protecção de um ser indefeso
Primavera brota flor ansiando por ser alimentada  
Pairam sonhos com esperança dum futuro melhor

O choro flui nas pedras preciosas dos seus olhos
Num estrebuchar no momento do tempo nascido
Grito universal de sobressalto, beleza e espanto
Momento histórico, nasceu a princesinha Beatriz


Poema dedicado à Beatriz e seus pais Luís e Isabel 

2017-05-23

Quando se confunde racismo com falta de civismo, está tudo mal


Foi ao cinema, não falo do filme que não é grande coisa, mas do que se passou.
Já basta estar nos cinema e alguém ao nosso lado está a comer pipocas e sorver o coca-cola, mas enfim, nos cinemas vendam, e as pessoas não tem outro remédio senão aturar. Por mim é situação que cada vez me afasta mais dos cinemas +pipocas., mas temos de suportar
Estava sentado descansado apagam.se as luzes e azar meu senta-se na minha fila com intervalo de uma cadeira uma pessoa que me pareceu jovem, não liguei, devoru as sua pipocas e a sua cola depois com o filme a decorrer 
aguentei, só não gostei, foi depois do espectáculo anterior começa a ligae o telemóvel a ler    mensagens e a mandar mensagem, com todo o foco de luz imitida pelo telemóvel, 
Chamei a atenção, pedi para desligar, não gostou e depois de troca de palavras pois disse que era proibido usar telemóvel, remate da dita “senhora”, que eu protestava, porque era racista em que lhe respondi “ isso é sempre a mesmo a conversa ´é falta de educação e isso nada tem a ver com racismos.
Infelizmente aconteceu comigo, mas já tinha presenciado, pois nem tinha reparado que a jovem era morena ou branca reparei pois entrou já com as luzes apagadas que tinha cabelo comprido frisado e nem liguei á cor da pele.
 Esta gente quando não tem razão, nem argumentos validos nem tão pouco educação, quando confrontados é sempre a mesma coisa, que os outros falam porque são racistas
Nõ não é por racismo mas por educação ( já me aconteceu á muito com um fulano e era branco.
Vai o funcionário do cinema dado o falar alto, em vez de dizer que não devia ter o telemóvel ligado, quando fala em racismo, o que diz é para a pessoa mudar de lugar e fila, para traz, e assim vai este país
Seja pretos ou ciganos, a mesma defesa de sempre, estamos contra não pelos actos mas porque é racismo, o civismo e a educação que não têm, nada vale. 
O civismo, a educação nada tem  a ver com a cor da pele, raça, religião, infelizmente e defesa de muitos e que outros aplaudem é questão de racismo. Que tristeza




2017-04-25

Homem e mulher. em sintonia


Homem e mulher
Para ser gente.
Pessoa realizada,
Plante uma árvore
Escreva um livro
Faça um filho

Homem e mulher
Para a árvore geológica,
Florir e aumentar
Eduque os filhos.
Proteja os netos.
Ampare a família.

Homem e mulher
Para se valorizar
Nestes tempos modernos
Construa amizades
Prima na educação
Leia livros

Homem e mulher
Para a espécie perpetuar
Num mundo melhor
Proteja o planeta
Evite a poluição
Produza menos lixo

Homem e mulher
Para a espécie sobreviver
Evite a guerra
Espalhe o amor
Impeça o ódio
Semeia a paz

Homem e mulher
 Para harmonia existir
Trabalhe com alegria
Promova o convívio
Espalhe sorrisos
Cultive compreensão

Homem e mulher
Para viver feliz
Cultive uma flor
Banhe-se á chuva
Bronzeia-se ao sol

Redija carta de amor

2017-03-25

AMIGOS DESENTENDIDOS ?


Desilusão meu amigo
Ou chamarei conhecido
Conhecido que não conheço
Amigo que não mereço

Uma palavra magoou
Um gesto que não agradou
Uma simples manifestação
A amizade se destroçou

Quais dúvidas existiram
Com ou sem intensão
Algo errado se passou
Há que dissipar a tensão

Quando comunicamos,
Ampliamos conhecimentos
Tomamos posicionamentos
Acertamos convergências

No meio de esclarecimentos
Analisamos onde errámos
Cada um com suas culpas
Corrigimos as divergências

Depois de todo o parlatório             
No desentendimento sem motivo
Continuarei a chamar amigo
Ou simplesmente conhecido...






2017-03-23

Dádiva de vida


Dádiva espontânea de vida cheia de vitalidade
Um parto desejado num nascimento sofredor
Choram as carpideiras pelo seu futuro incerto
Destino que voa numa trajectória de andorinha

O choro flui nas pedras preciosas dos seus olhos
Num estrebuchar no momento do tempo nascido
Labaredas ardem e vivem do incêndio constante
Urge um grito de dor, qual trovão ensurdecedor

Homem está sempre a partir e a chegar na dor
Subterrâneo de incertezas no sagrado perdido
Inventam-se sonhos num deserto seco e estéril
Transporta a semente num borbulhar de águas

Respiração palpita numa dança ao anoitecer
Do coração saem palavras que ninguém entende
Imagens gravadas que cegam por excesso de luz
Escuridão assustadora invade o espaço e o tempo

2017-03-22

Amigo

Amigo
Laços que são abraços
Pontes que são encontros
Caminhos que se encurtam
Amigo
A distância nunca nos preocupou
Nem a proximidade nos afectou
Espaço e o tempo se igualou
Amigo
A alegria reina
As conversas fluem
a gargalhada surge
Amigo
Dos lábios e da pena
Brotam um som,
Uma canção
Amigo
Se a palavra enriquece
Só na escrita prevalece
A malicia se esquece
Amigo
Eu sei e tu sabes
Nem a intriga ou a falsidade
Destruíram a nossa amizade
Amigo
A amizade não se paga
Não se compra nem se vende
Nasce gratuitamente
Amigo
Pode ser que um dia nos afastemos.
A culpa é da vida,
Ou da morte que bateu á porta
Amigo
Não lamentes
Vivemos enquanto podemos
A amizade não morreu.

Faz um interregno

2017-03-15

Amizade duradoira

A amizade é uma partilha que se amplia
Como tecer o fio da meada de linho puro
Costurado de reminiscências emocionais
Reforçar alegrias e partilha das tristezas.

Um convívio se desenvolve na afinidade
A passagem do tempo dá outra dimensão
O sol sorri com os vários momentos vividos
O relacionamento deleita-nos e enriquece-nos

Uma planta quando regada com felicidade
Embeleza o espaço e espalha seus aromas
O crescimento desenvolve-se em harmonia
Cultivar os encontros como uma arte da vida

A Amizade pode morrer no enredo da mentira.
Em Conversas com histórias que o vento levou
Fácil encontrar defeitos e qualidades envolventes
A boa convivência faz acreditar que o amor existe


Em comportamentos injustos e desleais, atrai sofrimento
Na inveja e intriga cuidados redobrados são necessários
Amigos estão dispostos a perdoar os pequenos defeitos
Encontros esclarecidos são a arte da amizade duradoira



2017-03-08

Presença sentida


Da árvore caiem folhas ao longo do tempo
Não perde forças enquanto possui raízes
Rejuvenescida pela visita da chuva e do sol
Gotículas de amizade, fortalece a existência

A azáfama diária rouba a noção do essencial
Carrossel na feira da vida rodopia sem parar
Rostos, imagem, vozes nos passa pela frente
Não preenchem o vazio de um amigo ausente

Adiamos sempre o que julgamos dispensável
Esquecemos as pequenas coisas boas da vida
Roupa usada no inverno é esquecida no verão
Dias de chuva, frio, calor, sol, tem todo o ano.

Presença sentida, que a ausência não seja notada
Mesmo que a presença não possa ser constante,
Cultivar amizades, basta regar de vez em quando
Que a semente fortifique que a arvore sobreviva

                                                                                 CL